Marca Maxmeio

Página inicial » Notícias
08 de setembro de 2020

WALLYSON VOLTA, ERGUE TAÇA, MAS ANUNCIA SAÍDA

O título estadual conquistado nesta segunda-feira pode ter marcado a despedida do atacante Wallyson do ABC. O ídolo alvinegro, que ficou sete meses afastado dos gramados após fraturar a tíbia e passar por cirurgia, entrou nos acréscimos do clássico contra o América-RN - que terminou 1 a 1 - e mostrou que está recuperado. O atacante jogou apenas cinco minutos e, após o apito final, foi abraçado pelo técnico Francisco Diá e por vários companheiros. Também foi o responsável por erguer o troféu de campeão.
 
Pouco antes, em entrevista à TV FNF, o jogador de 31 anos se emocionou ao agradecer a todos que o ajudaram neste período de recuperação, longe do futebol.
 
- Deus me abençoa tanto que me permitiu jogar uma final, ajudar meus companheiros e fazer aquilo que mais amo na minha vida, que é jogar bola. Queria mostrar para mim que tinha capacidade de voltar esse ano - comemorou.
 
Na oportunidade, o "Mago", como é chamado pelos torcedores alvinegros, também surpreendeu ao anunciar que está de saída do clube.
 
- Hoje pode ser o último jogo da minha carreira aqui. Eu tenho só que agradecer ao ABC. Acho que minha história, o respeito, ninguém vai me tirar. Só tenho que agradecer a todos que me ajudaram - falou.
Com contrato próximo ao fim, o atacante disse que a renovação é muito difícil e também fez um desabafo referente a pagamento, dizendo que dará explicações no futuro.
 
- É muito difícil. Não vou mentir para vocês. Aconteceram muitas coisas. Depois vou falar o que aconteceu. Sou pai de família, preciso trabalhar, mas trabalhar feliz, e acima de tudo, receber. Nunca fui mau caráter - falou.
 
- Mas agora é o momento de comemorar, lá para frente vou dar entrevistas, explicar tudo que aconteceu esses sete meses. Aguentei muito calado, as pessoas não sabem o que eu passei aqui, mas entendo. Acima de tudo, respeito é o que eu peço mais aos meus amigos. Sempre fui respeitador aqui dentro do ABC, do cozinheiro até o porteiro. Só tenho agradecer pelo ABC, que ele me deu hoje - completou.

Wallyson fraturou a tíbia durante a partida contra o Aquidauanense, pela primeira fase da Copa do Brasil, no dia 5 de fevereiro. O jogador passou por cirurgia, na qual foi colocada uma haste intramedular para sustentar a fixação da fratura. A recuperação evoluiu bem durante a pandemia do novo coronavírus, mesmo no período de suspensão das competições, e o departamento médico sempre fez questão de destacar o comprometimento do atleta à fisioterapia e aos trabalhos de recondicionamento físico.

Por ge/RN

Foto: Augusto César Gomes/ge

BLOGS

FOTOS