Marca Maxmeio

Página inicial » Notícias
14 de agosto de 2018

Técnico do ABC faz balanço do ano e projeta 2019

A primeira temporada de Ranielle Ribeiro como treinador efetivo do ABC acabou antes do que o esperado. Em meio às desconfianças, o comandante assumiu o Alvinegro na reta final da Série B de 2017 e, desde então, ganhou a confiança da diretoria do clube. Em 2018, Ranielle logo mostrou seu cartão de visitas, conquistando o Campeonato Potiguar de forma direta. Além do título estadual, o treinador levou a equipe até a semifinal da Copa do Nordeste, mas o embalo não prosseguiu da mesma forma na Série C e o time não conseguiu o acesso, que era o principal objetivo do Mais Querido na temporada.
 
Na oitava colocação com 21 pontos, o ABC se despediu da temporada de forma melancólica, com a derrota para o Atlético-AC no sábado. Para o treinador, apesar do fracasso no Brasileirão, o primeiro ano de carreira acumulou momentos favoráveis.
 
- Ao iniciar uma carreira de treinador, você tem que se provar já de imediato, e conseguimos provar com a conquista do estadual da forma como foi. Eu sempre procuro dividir as conquistas. As derrotas eu procuro trazer para mim, é minha responsabilidade, mas as conquistas são a nível da comissão técnica. Foi um trabalho convincente. Além de conseguir os resultados, o ABC jogando convencia tanto que chegou numa fase que tinha um aproveitamento espetacular. Fico muito triste, pois aí entra a gana do competidor por não ter conseguido o principal objetivo. Troquei de função (era preparador físico do clube) e sabia das dificuldades. Convivi ao lado de grandes treinadores por muito tempo. Eu imaginava a pressão e o trabalho que cada um deles tinha, mas só na pele de treinador que você realmente tem a noção do quanto é difícil ser e do quanto você é pressionado. E só o tempo vai nos deixando um pouquinho mais maduro - falou durante a entrevista coletiva de sábado.
 
Ranielle Ribeiro ainda não está confirmado para comandar o Alvinegro na próxima temporada, mas deve continuar à frente da equipe. Segundo o treinador, a diretoria do clube deseja que o trabalho da comissão técnica prossiga e ele vê que esta é a melhor forma de corrigir os erros deste ano. Falta bater o martelo.
 
- A diretoria tem a vontade de permanência de toda a comissão técnica, porque vê o trabalho no dia a dia, vê o que é feito aqui dentro, vê o desenvolvimento de tudo o que acontece aqui dentro. Se você olhar hoje para o ABC, eu falo da temporada inteira, não é porque sou eu o comandante, mas você vê um time organizado taticamente, tanto a nível ofensivo quanto defensivo. Claro que se tem a cobrança, se reconhece que o principal objetivo não foi alcançado e isso de alguma forma dói no torcedor e dói muito mais na gente. Mas a diretoria tem essa vontade e a comissão técnica também vê com bons olhos essa permanência, porque a continuidade desse trabalho, a correção desses erros, é que vai nos fazer vencer as futuras batalhas - falou.
 
De olho no futuro, Ranielle conta que, apesar de a equipe não atuar mais nesta temporada, ainda não é hora de virar a página e esquecer completamente o ano. É necessário rever as atuações e encontrar os erros, principalmente os que decretaram a eliminação precoce da equipe na Série C. Para 2019, o treinador espera um início de ano menos conturbado e, para isso, acredita que o clube vive um momento melhor do que começou a temporada e a organização financeira deve ser um trunfo para conquistar os objetivos futuros.
 
- Fazer um início de ano forte como sempre fizemos, principalmente nos três últimos anos. Fazer um planejamento equilibrado como sempre foi feito, buscar os melhores atletas, fazer as melhores contratações. Vai ter essa possibilidade porque financeiramente o clube é outro. A diretoria deu uma organizada financeira no clube. Não vai ser como no início deste ano, que começou muito apertado. Hoje a gente tem cota da Copa do Nordeste, cota da Copa do Brasil, a venda dos meninos (Fessin e Matheus) ainda está rendendo. Tudo isso é uma situação favorável para se montar um ABC mais forte, um elenco mais competitivo e pensando principalmente na Série C, que é a competição principal e a gente não pode falhar mais - concluiu.

Fonte: Globo Esporte RN

Foto: Andrei Torres/ABC FC

BLOGS

FOTOS